sábado, 18 de julho de 2009

Mais um que está se lixando para a opinião pública

Que coisa! Como é que um homem público pode fazer uma declaração dessas na maior cara de pau, na maior insensatez! Além do mais, como um político pode ser tão tapado que nem pesa as consequências de suas palavras.
O senador Paulo Duque (PMDB-RJ), que atualmente preside o Conselho de Ética do Senado declarou alto e bom som que não está se importando com a opinião pública. “Não estou preocupado com isso. A opinião pública é muito volúvel. Ela flutua. E quem tem muita influência sobre ela são vocês, jornalistas”. Não parou por aí. Disse que não tem medo de ser cobrado pela sociedade se as denúncias contra Sarney forem arquivadas. “Não temo ser cobrado por nada. Quem faz a opinião pública são os jornais, tanto que eles estão acabando”, finalizou, numa alfinetada desnecessária e levemente agressiva.
Na mesma hora lembrei de outro político cínico (como era o nome dele, em?) que dizia
"estar se lixando para a opinião pública" (bendita internet, fui procurar e achei logo, era um deputado gaúcho chamado Sérgio Moraes, então do PTB, não sei nem quero saber que fim levou).
Tudo farinha do mesmo saco. Duro de engolir.

2 comentários:

Ana Borges disse...

Dalvinha, o Sergio Morais continua lá, deputado federal, na maior e vai se eleger de novo, pode estar certa.
E mais, vai virar moda essa história de "estar se lixando pra opinião pública".
Tipo "frankly, my dear, I don't care", do ...E o vento levou. Tá levando cada vez mais, até hoje...
É o "num tô nem aí", "não ligo a mínima", "é ilegal, e daí?"
A merda é q eu ñ consigo ficar s/ler jornal, porra!!!!
São 06h19. Tô aqui, acordada....

Liliana disse...

Vamos e convenhamos...
Nem óleo de peroba resolve. A gente fica revoltada, xinga o filho da puta, reclama quando ele diz que a imprensa influencia o público etc...
Mas pensando friamente, ele tem ou não razão? Não estou falando exatamente do arquivamento das denúncias contra o Sarney, mas da flutuante opinião pública. Se a maioria nem lembra em quem votou, você acha que quando essas denúncias deixarem de ser notícia na Veja, Jornal Nacional alguém vai se lembrar, ao menos, do nome do digníssimo? E aí ele vai pra terra dele, faz umas festas, pega uns bebês no colo e todo mundo acha ele bonzinho...