sexta-feira, 24 de julho de 2009

Tem coisa mais irritante que telemarketing?

Poucas coisas me irritam tanto quanto receber ligações de telemarketing. E o pior é que elas acontecem sempre quando você menos tem tempo a perder. Tenho até uma certa pena dos pobres coitados que por falta de opção profissional são obrigados a encarar um emprego desses, mas a verdade é que eu não tenho nada com isso. E nem sempre (ou melhor, raramente), meu bom humor e minha paciência são suficientes para tratá-los com, digamos, um mínimo de cortesia ou, como queiram, de educação.

O que me alivia um pouco é saber que não sou só eu. Pelo que sei, todo mundo, mas todo mundo mesmo, reage de modo semelhante a estas investidas desagradáveis de bancos, empresas de telefonia, provedores de internet e por aí afora. Mas deve funcionar, caso contrário não insistiriam tanto com uma estratégia que incomoda uma boa parte, senão todos os seus ambicionados clientes.

Não conheço ninguém que tenha feito um bom negócio a partir de uma ligação dessas, ou que tenha se dado bem com isso. Por essas e outras, já tenho uma série de desculpas e patadas prontas a serem desferidas contra os teleatendentes mais chatos e insistentes (todos eles, aliás).

Uma dica: corte imediatamente. Já percebi, já constatei. Não adianta ter educação. Se você der um mínimo de atenção, fica muito mais difícil cortar. Outro dia uma amiga me ensinou um truque tem se revelado infalível. Ao ouvir aquela dicção inconfundível e aquele sotaque paulista diga apenas que você ou a pessoa que procuram não mora mais ali. Funciona milagrosamente. Antes eu dizia apenas que não estava, mas queriam saber a que horas poderia ser encontrada e ligavam mesmo naquele horário, na maior desfaçatez. Se você cair na besteira de dizer "só à noite", pode ter certeza, um mala vai te ligar exatamente na hora em que você estiver jantando ou assistindo sua novelinha.

Depois que comecei a usar esta tática, ou seja, a dizer que não morava mais na minha casa, as ligações de telemarketing diminuíram consideravelmente. Vale a pena experimentar.

2 comentários:

Liliana Sarquis disse...

Sim , Dalvinha, tem coisa mais irritante que telemarketing. É lembrar que esses fdp conseguiram nosso telefone com alguma empresa da qual somos ou fomos clientes e tivemos que deixar nossos dados achando que iriam ser usados apenas por eles.
é um absurdo! Uma questão de confiança, ética. Eu não dou o telefone de pessoas conhecidas para qualquer um, porque então uma empresa que nos obriga a preencher cadastros imensos podem repassar os dados?
Já perguntou para um desses atendentes que "estão-indo-fazer-a-ligação" onde eles conseguiram teu telefone?

Antonio Lugon disse...

Dalvinha,
Voce tocou no ponto. Realmente os caras sao especialistas na arte de irritar.
O pior é que as grandes empresas pagam uma fortuna para terem os chatos a servico delas e pode
ter certeza que se nao desse certo a tatica, os caras ja teriam desistido de prestar tal servico.
Uma dica legal e atender, pedir pra esperar e deixa-los plantados na linha ate se tocarem. Pelo menos vai doer no bolso deles um pouco mais.
O pior é que o servico esta se aperfeicoando. Agora estao mandando mensagens tambem. Hoje eu recebi umas 3 mensagens dizendo que o meu pai merece um presente da Casa e Video. Fala serio, sacanagem com o velho, ne nao? rs