quarta-feira, 19 de agosto de 2009

O mistério das vozes búlgaras

Vó, que música esquisita, diz Alice. Mãe, que som maluco é esse que você tá ouvindo? Em seguida, vem o Dê e classifica o Flamma Flamma como estranho. E não parou por aí. Logo, logo, minha vizinha-amiga bate na porta e, rindo, diz que ouviu aquela “esquisitice” lá da casa dela, o que seria?

Não quero nem saber, abaixo o som, mas continuo ouvindo esta maravilha de CD que ganhei de presente da minha amigona Liliana Sarquis. Meu pessoal aqui não deixa de ter razão. Flamma Flamma - O Réquiem do Fogo, de Nicholas Lens e Herman Portocarrero, é bem esquisitona mesmo. Esquisitona, estranha e... absolutamente genial. A pessoa pode até não gostar, mas não vai ficar indiferente àquele som. Como disse a Lili, “não é necessariamente pra gostar, é pra conhecer”.

Bem, eu adorei. Gosto de ouvir principalmente quando estou sozinha em casa e posso ouvir meus CDs esquisitos na altura que quero. Flamma Flamma lembra Carmina Burana, mas é muito mais, digamos, pesado. E triste, também. Afinal, é um réquiem e, como tal, uma obra que celebra os mortos.

Impossível rotular. Será tradicional, será clássico? Liliana a definiu como uma peça contemporânea, mas tem aquele tom meio medieval, sei lá, com aquele coro feminino fantástico, O mistério das vozes búlgaras, fundado há mais de 50 anos e reconhecido internacionamente como dos mais importantes da atualidade.

Este CD tinha de vir mesmo da Lili, colecionadora de preciosidades musicais, uma das únicas pessoas que conheço que gasta dinheiro comprando CDs e mais CDs. Como grande fuçadora que é, Liliana vive descobrindo grupos, cantores e cantoras que a gente nunca ouviu falar, das mais longínquas partes deste mundo. Quando me deu o Flamma Flamma ela me falou de um monte de coisas esquisitas que ainda não tive o prazer de conhecer. Pouco a pouco vou ganhando de presente, pode apostar.

3 comentários:

Liliana Sarquis disse...

Acabo de responder ao teu e-mail e entro aqui e...lá está vc falando do Flama Flama e dos Mistérios das Vozes Búlgaras. Juro que fiquei muito feliz. Música pra mim é tudo de bom. E quando um amigo pelo menos se dá ao trabalho de ouvir alguma das minhas esquesitices...quando gosta então, fico toda boba.
Dá pra classificar Flama Flama??? Acho que não. Aliás, uma boa parte do que tenho não dá, pelo menos para mim, leiga no assunto. Sou apenas uma curiosa.
Bom, continuo tentando arrumar os meus cds (e ainda tem os dvds, os vinis, as fitas cassetes). Estão espalhados sei lá quantos dias pela minha varanda, pra desespero da minha mãe. Quanto mais arrumo, mas aparecem. Acho que brotam do chão. Me perguntaram: vc já ouviu isso tudo??? Já. claro que alguns só um vez.
Ah, quanto a outras esquisitices, como eu digo no e-mail, tenho ainda um grupo com os homens das montanhas da Geórgia e um grupo de pigmeus (!!!) sei lá de que parte. Mas em fita cassete (lembra???). Se alguém me disser como eu passo isso pra cd agradeceria.
Lembrei de duas outras esquisitices pra te dar, esses estão mais fáceis, são cds.
bjs

Liliana Sarquis disse...

Acabo ver a lista dos vencedores do prêmio MultiShow. tudo muito óbvio, não desmerecendo o talento de ninguém. Mas é sempre um revezamento, num ano um, outro no ano seguinte e por aí vai. Viva Flama Flama e as vozes búlgaras.
Acho que é um bom assunto pro meu blog. Afinal, eu não vim pra explicar...rsrsrsr

Ana B. disse...

"Não é necessariamente pra gostar mas pra conhecer". Genial.
A cara da Lili.
Neste caso, tbém. quero conhecer.