terça-feira, 30 de junho de 2009

Carmina Burana no Festival de Inverno de Friburgo

Acabo de voltar do lançamento do Festival de Inverno aqui de Friburgo, que volta a seu formato original - ênfase na música clássica, sem deixar de lado a MPB de qualidade reconhecida. O mais bacana é que o festival (de 16 a 27 de julho, com todos os espetáculos gratuitos) volta também a ser realizado no Country Clube, cenário que o tornou conhecido em todo o país.

Os shows maiores terão como palco a ilha, como era antes do Sesc ter assumido sua realização. Lembro especialmente de Ney Matogrosso cantando ali num dos muitos festivais de inverno, tendo como cenário um céu especialmente estrelado e uma lua cheia daquelas gigantes a refletir no lago.

Soube que o rompimento do convênio (ou contrato ou lá o que seja) da prefeitura com o Sesc não foi nada amistoso e deixou marcas. Enfim, o que nos interessa é que, felizmente, o festival volta a ser o que era e no local de onde nunca deveria ter saído. Eu e todo mundo que conheço nunca nos acostumamos com o festival de inverno do Sesc. Pra mim, se não era no Country podia ser tudo, menos Festival de Inverno.

Este ano, o Festival de Inverno volta a ter também a assinatura de Miriam Dauelsberg, não precisa dizer mais nada. Por enquanto, só está confirmada a participação da Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro completa, inclusive o coral infantil e adulto, mais de 300 integrantes interpretando Carmina Burana, imagina, um luxo. Ah, e também está confirmado o show de Vanessa da Matta, também um luxo. Mas tem coisa quente praticamente certa que a Dell'Arte ficou de confirmar até sexta-feira, depois eu conto.

5 comentários:

Liliana disse...

enfim vamos ter o verdadeiro Festival de Inverno. Não aguentava mais ver anúncios dele ou daquele artista na programação e depois descobrir que eles iriam apenas em Petrópolis ou Teresópolis. Friburgo recebia cada vez menos atrações. que bom que a parceria com o sesc acabou!
Viva o festival no Country!
E com Carmina Burana ainda por cima. Tudo de bom!!!!!

Liliana disse...

Só para lembrar: Carmina Burana é a obra do alemão Carl Orff. Na verdade ele musicou alguns trechos de um rolo encontrado em mil oitocentos e alguma coisa, que continha poemas e canções medievais. As Carminas Buranas. Falar em Carl Orff é falar nessa cantata dele. Vou estar lá no caoutry, sem dúvida.

Anônimo disse...

Dalvinha, o festival é em julho, criatura....
Beijão, Ana.

Cris V disse...

ops! O festival é em julho, a minha cara, he he... Desculpem.

Anônimo disse...

[color=#4c0d33]Cari amici,
io volevo argomentare su a proposito di un certo argomento che certamente e' molto non consono al tema di questo forum, ma eppure io mi piace pensare che una piccola divagazione sara' tollerata. Sono una donna di 30 anni, con una grande adorazione per [/color] [url=http://cannabis.bloog.it]semi di cannabis[/url] [color=#4c0d33] e mi piace comunicare questa interesse anche grazie a questo forum. Ora che mi conoscete, non aspettate a inviarmi emails.

Ci vediamo

Viziello[/color]