domingo, 18 de outubro de 2009

Está na hora do Estadão desafiar a Censura



Já estou há dias para comentar aqui a absurda, inexplicável, surpreendente censura prévia imposta ao Estadão, que há quase dois meses é impedido de divulgar reportagens envolvendo denúncias contra o clã Sarney. Pois o que tanto tentaram evitar, isto é, a divulgação da parte que faltava do relatório da Polícia Federal, altamente comprometedora, acabou acontecendo.
A Folha de São Paulo saiu, enfim, do muro e encarou os censores do Superior Tribunal de Justiça de Brasília mostrando em detalhes jamais vistos, como funcionam as entranhas dos lobbies que atuam em Brasília. Não li a matéria da Folha, mas o Dines leu por mim e contou tudo no Observatório. Ele saúda com entusiasmo a reportagem, que classificou como 'uma verdadeira bomba' e diz que ela representou o 'despertar de uma imprensa que passou os últimos anos entretida com o seu umbigo, suas crises de identidade e seus modelos de negócios'.
Considerando que as denúncias anteriores não deram em nada, seria demais esperar que uma reportagem a mais ou a menos faça diferença. Mas, uma coisa é certa: depois desta, o Estadão pode parar de se lamentar e ie à luta. Como bem disse o Dines, "pode, inclusive desafiar os censores e reproduzir o que a Folha ousadamente publicou". Afinal, o governo não teria coragem de censurar também a Folha e o Globo. Quanto mais faltando tão pouco tempo para a eleição.


2 comentários:

Ana Borges disse...

E qto. mais 'tentarem' censurar, pior vai ser. Ñ tem mais volta, só sendo muito burro, boçal como os sarneis da vida pra achar q. ainda podem botar mordaça na boca da imprensa, da gente, do povo, ou seja lá de quem for.
ACABOU, manés idiotas!
Que ódio, que nojo que me dá....

Liliana Sarquis disse...

a gente é que deveria poder censurar a candidatura desses fdp!