domingo, 22 de novembro de 2009

A homofobia está ganhando



O site do Senado lançou ontem uma enquete sobre o projeto de lei (PLC 122/2006) que pune a a discriminação contra homossexuais, classificando-a como crime. Meu voto foi o de número 201.788 e até aquele momento a maioria (51,49%) era contra a aprovação do projeto enquanto 48,51%, a favor. A homofobia ainda grassa neste país, mesmo com tantos gays e lésbicas no armário. Uma vergonha. O link para a votação está bem embaixo da página do Senado, na opção Enquete.





6 comentários:

Larriza disse...

Lendo seu post lembrei do filme que vi este final de semana, Milk, sobre a luta de Harvey Milk para conseguir direitos para homossexuais nos EUA. Muito bom o filme, vale a pena ver para saber mais sobre a experiência americana.

Liliana Sarquis disse...

Toda mudança e quebra de preconceitos tem que começar internamente. Acho que este é um dos grandes problemas do Brasil (e provavelmente de boa parte dos países). Difícil encontrar algum homossexual que realmente aja com naturalidade, como os heteros. Antes que me xinguem deixe-me explicar. Quantos casais gays vc vê num bar falando abertamente sobre a sua relação, tipo "meu namorado pegou o maior engarrafamento hoje". Geralmente fala: "meu amigo pegou o maior engarrafamento...". Amigo??? E quem ousa falar mais abertamente sobre o assunto, ainda corre o risco de ouvir, de homossexuais "fulano é legal, mas escracha muito. Não precisa né?". Já ouvi de um amigo, casado com um cara uns 20 anos, dizer: "acho bobagem esse negócio de casamento gay. Pra que?" aí eu disse: "no mínimo para as coisas p´raticas da vida, tipo plano de saúde, ter direito de incluir o cara como dependente em clubes, seguros etc. E pior, em caso de morte, ser considerado cônjuge. Pô, o cara vive um tempão com o outro, construindo uma vida juntos, batalham juntos e quando um morre é uma lenha pra ficar até com a casa em que passaram toda a vida juntos". O máximo que eu ouvi foi um "isso é...' e o assunto foi mudado.Se ele pensa assim, imagine os homofóbicos.Difícil, muito difícil.

Cris V disse...

Larriza, vc. nao vai acreditar, mas vi este mesmo filme neste final de semana. Emocionante. E Sean Penn estava demais. Uma história comovente.
E Lili, fala sérop, vc. conhece outra opção senao ser discreto? Nao é o que todo mundo faz? Ninguem precisa ficar expondo suas preferencias sexuais, sejam elas, hetero ou homo. Acho fantastico quem empunha bandeiras. Qto. a mim, procuro apenas colaborar para o fim do preconceito, seja ele tb. qual for. Nem que seja só pedindo pros meus amigos votarem a favor do projeto que pune quem discrimina homossexuais. Acabei de ir de novo no site do Senado. Dá pra votar de movo, o que nao deveria acontecer. Mas, enfim, uma triste constatação. De ontem pra hoje, mais 29.474 votaram, e a diferença a favor dos contrários à lei subiu: agora, 52,21% se posicionaram contra a lei, ou seja, na sua opinião, não deve ser considerado crime discriminar homossexuais. Terrível.

Liliana Sarquis disse...

dalvinha, sei que não funciona assim, tipo "vamos escrachar". O que eu disse é que até num grupo só com homossexuais há posturas muito preconceituosas. Isso é muito ruim. Uma coisa é vc não ter coragem ou não poder mesmo assumir pra não ser discriminado, perder emprego essas coisas. Outra é o gay que pensa de forma preconceituosa, que aceita e apoia opiniões e atitudes desse tipo. Por exemplo? votar em homofóbicos. E isso acontece muito.

Jôka P. disse...

No que depender de mim, os homofóbicos vão todos pros quintos dos infernos. E já vão tarde.

Liliana disse...

Pois é Jôka, por mim também. E espero que por todas as pessoas de bom senso, gays ou não. Que se danem todos eles.